Video de Maitê Proença

13/10/2009 4 Comentários por
 

A famosa actriz Maitê Proença resolveu mostrar a todo o mundo a sua falta de educação e de respeito, ridicularizando Portugal e os Portugueses num vídeo particular que fez quando esteve no nosso país.

Não satisfeita com a estupidez saloia, resolveu depois divulgar esse vídeo através da televisão na companhia de quatro amigas, (entre as quais a jornalista Monica Waldevoguel), amigas essas que infelizmente demonstram uma educação igual ou menor à da autora do vídeo.

Mas antes de mais análises, aqui fica o vídeo:

Como se pode constatar, para além das inúmeras asneiras que diz sobre factos históricos de Portugal, o que demonstra a sua enorme futilidade e ignorância, também não se percebe o que é que esta “senhora” tem na cabeça para se ridicularizar dessa maneira. Sim, porque quem faz a maior figura de parva é ela mesma.

A afirmação de que enviou um mail a dizer que não podia mandar mails(?) e aquele toque final do cuspo num monumento histórico português… são a demonstração final para saber o quão burra ela é e o quão baixo ela consegue descer.

A verdade é que a sua atitude demonstra, entre outras coisas, um enorme e mal disfarçado complexo de colonização. Deve ser frustrante vir a Portugal e perceber que afinal os portugueses já não são o estereotipo do comerciante gordo e careca ou a “Maria” com bigode.

O que esta “senhora” conseguiu demonstrar, em conjunto com as suas amigas, é que ainda existem brasileiros que sentem um prazer especial em descobrir aspectos de Portugal que lhes dêem oportunidade de rir a bandeiras despregadas. Pelo menos assim conseguem esquecer temporariamente os imensos indicadores de desenvolvimento humano e social em que o Brasil se encontra anos-luz atrás de Portugal.

Felizmente não se pode confundir a grandeza do povo brasileiro e do Brasil com as atitudes desta actriz de segunda qualidade, que ao tentar envergonhar-nos só conseguiu envergonhar-se a ela e ao povo brasileiro.

 

Reflexões, Videos

4 Responses to “Video de Maitê Proença”

  1. Anabela says:

    Só hoje tive a oportunidade de tomar conhecimento da notícia, através do «Primeiro Jornal» da SIC.

    Palavras para quê, a vergonhosa intervenção de Maitê Proença é a prova provada da imposturice de grande parte dos brasileiros face a Portugal. Principalmente dos artistas brasileiros, que quando são filmados para as TV’s portuguesas, adoram dizer à “boca cheia” que Portugal é o “país irmão”, que “amam Portugal do fundo do coração”… Enfim, qualquer pessoa com o mínimo de inteligência sabe que se trata de pura demagogia!

    Maitê Proença que no canal GNT fez questão de troçar dos portugueses, a troco de coisas tão pequenas, quanto a própria, esquece-se que, por exemplo, Portugual e os portugueses sempre respeitaram o seu trabalho enquanto actriz e até, enquanto (pseudo) escritora.

    Espero sinceramente que a sociedade portuguesa tome, em geral, uma posição sobre tais actos da brasileira. A SIC, por exemplo, como canal importador de produtos televisivos dos patrões de Maitê Proença, a TV Globo, deveria tomar uma posição perante a própria Globo (detentora do canal GNT).

    Maitê em Portugal NUNCA MAIS. NÃO MERECE PISAR O NOSSO CHÃO!

  2. Dark Silva says:

    Espreitem um conjunto de imagens e videos cómicos soubre o assunto, muito bom mesmo, em:
    http://pararir.com/maite-proenca-polemica-portugal-piadas/

    Acho k se está a dar demasiado credito a uma pessoa k nao merece tal protagonismo

    fikem bem

  3. Vilma Santos - Brasil says:

    Maitê é linda, inteligente, mas, infelizmente, não tem muita responsabilidade sobre o seu discurso. Já ofendeu profundamente a sua própria cidade natal, São Paulo e, agora, ofende aos portugueses. Defende-se dizendo que foi uma ‘”brincadeira”. Ora, veja se cresce! Lamentável!

  4. Cesar Ramos says:

    Não pude apreciar o vídeo, retirado. Não sei exatamente o teor da manifestação, mas costuma-se dizer no Brasil que quem desdenha quer comprar.
    Aqui e alhures os artistas deveriam se restringir aos palcos, onde tem vocação e preparo.
    Salve Portugal, oásis no destempero ocidental.

Leave a Reply