Dossier da gripe suína ( gripe mexicana )

30/04/2009 1 Comentário por
 

Tire as suas dúvidas sobre a gripe suína, também conhecida como gripe mexicana.

O que é a gripe suína?

É uma doença respiratória aguda altamente contagiosa frequente em porcos. Esses animais podem ser infectados, ao mesmo tempo, por mais de um tipo de vírus, o que possibilita que os genes dos vírus se misturem. Por isso, a suspeita dos especialistas é de que a doença que está agora a contaminar as pessoas seja provocada por um vírus que contém genes de várias origens – o que normalmente é chamado como recombinante. É um vírus que contém a mistura de genes que provocam a gripe suína, a aviária e a humana.

Como surgiu este vírus?

Ainda não se sabe bem o que aconteceu. É uma mistura de três vírus influenza: da gripe aviária, suína e humana. Provavelmente saiu do porco para o ser humano e assim sofreu uma mutação.

Quais os riscos para as pessoas?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera a situação uma “emergência de saúde pública de preocupação internacional”.

Conforme explicou no domingo o secretário-geral adjunto da OMS, Keiji Fukuda, isso significa que há um risco elevado de que a gripe suína se espalhe pelo mundo. Já foi estabelecido o nível de alerta de grau quatro – numa escala que vai até seis. “Caso se atinja o nível máximo da escala”, avisou Fukuda, “os países terão de tomar medidas muito drásticas”, mas não deu detalhes.

Como ocorre a infecção em humanos?

As pessoas, quase sempre, são infectadas pelo contacto com porcos. Mas já existem diversos casos de pessoas infectadas em que não existiram contactos com esse animal nem com ambientes em que esses animais tenham estado (quintas ou feiras agropecuárias, por exemplo).

A infecção ocorre entre os seres humanos ocorre através do ar e do contacto físico normal (um simples aperto de mão ou um beijo é suficiente).

É seguro comer carne de porco e produtos derivados?

Sim, pode-se comer a carne de porco e seus derivados. Não há registo de transmissão da gripe suína por ingestão de alimentos adequadamente preparados. O vírus da gripe suína não resiste à cozedura em temperaturas superiores a 70°C, como aliás se recomenda para a preparação de carne de porco e outras carnes para alimentação humana.

E alimentos crús derivados do porco, como presunto, patê suíno, salame, salsicha?

Também não existe qualquer tipo de risco em comer esses alimentos.

Há vacina para proteger pessoas?

Não. Esses vírus modificam-se muito rapidamente. A vacina atual contra a influenza produzida a partir das recomendações da OMS não contém o vírus da gripe suína.

A vacina usada na prevenção da gripe comum pode ajudar no combate da gripe suína?

Não muito. O mais provável é que não proteja muito bem porque o vírus da gripe suína é diferente do que está na vacina. No entanto a vacina é sempre recomendada pois proteje de outras estirpes de influenza também perigosas.

Já existe algum estudo para se obter uma vacina para a gripe suína ou não há nada em vista?

Sim, já se está a analisar o vírus e a OMS está a trabalhar no sentido de se obter uma vacina rapidamente. No entanto o tempo médio para que uma vacina fique pronta é de quatro a seis meses, mais alguns para ser produzida em massa.

Como é feito o diagnóstico em seres humanos?

Da mesma forma que numa gripe comum, quando observados os sintomas (febre, dores pelo corpo, cansaço e tosse), recolhe-se material para análise, normalmente o muco expelido pelo nariz e boca.

Porque é que a gripe suína pode matar?

Esse vírus tem uma capacidade de atingir os pulmões e não só pode causar uma pneumonia, (que pode levar à morte por insuficiência respiratória), como predispõe o pulmão a ser infectado com outras bactérias que normalmente não causariam essa pneumonia.

Estou num avião onde viaja uma pessoa com sintomas de gripe. Devo-me preocupar?

Deve-se preocupar se estiver num voo internacional que saiu de um desses países onde existem casos confirmados e suspeitos. Ao chegar a terra deve dirigir-se às autoridades de saúde do aeroporto.

Quanto tempo o vírus sobrevive fora de um organismo?

Esse vírus não dura muito tempo no meio ambiente. Não se sabe exactamente quanto tempo, talvez alguns dias num clima húmido e frio.

Como é que os médicos sabem diferenciar se temos uma gripe comum ou a gripe suína?

Num paciente suspeito de ter a gripe suína, primeiro faz-se análises para detecção do vírus influenza. Se essas análises forem positivas faz-se novas análises num laboratório especializado e assim identifica-se se o vírus influenza encontrado é ou não o da gripe suína.

Estive no México recentemente. Por quantos dias devo-me preocupar se posso ter sido infectado(a)?

Geralmente a incubação da gripe suína pode dar-se no prazo entre 2 a 10 dias. O ideal é que as pessoas estejam atentas aos sintomas durante duas semanas. Se eles surgirem devem procurar de IMEDIATO as autoridades de saúde. O tratamento, para funcionar, tem de ser feito nas primeiras 48 horas. A medicação é específica.

Não deveria existir uma quarentena para as pessoas que vêm de países que têm a gripe suína?

Essa determinação precisaria partir dos diversos governos mas além das questões de saúde existem questões diplomáticas e econômicas a serem consideradas para a adopção de uma medida como essa.

Uma pessoa que está com a gripe suína pode ser curada?

Pode. A maioria dos casos está a ter evolução positiva. No entanto para já ainda não se pode aferir qual a percentagem de cura. Até agora tudo leva a crer que a gripe suína é menos letal que a gripe aviária, mas espalha-se de forma extremamente rápida pois é transmitida de humano para humano.

Uma pessoa que tenha sido contaminada e posteriormente tenha sido curada pode ser contaminada novamente?

Provavelmente não porque o seu organismo adquire uma protecção contra esse tipo de vírus da gripe.

A pessoa fica com o vírus “para sempre”, mesmo depois de melhorar?

Não. O vírus infecta a pessoa, causa sintomas e depois da pessoa ser curada, abandona o organismo.

Vou ao México em trabalho e não posso adiar a viagem. O que faço para me proteger?

Fique atento às recomendações de saúde dadas pelas autoridades locais e use máscaras dentro do avião e também enquanto estiver na rua.

Devo ou não usar máscaras de protecção?

Entre não usar nada ou usar uma máscara padrão, por simples que seja, é preferível usá-la. No entanto os especialistas admitem que a eficácia das máscaras padrão em conter a gripe pode ser muito reduzida. Não há nenhuma máscara das que se vendem nas farmácias que consiga impedir a 100% que as partículas a atravessem.

O ideal seria usar-se máscaras respiratórias em vez das máscaras padrão que estão a ser utilizadas, uma vez que as máscaras respiratórias são muito mais eficientes pois possuem filtros especiais que impedem a entrada de partículas do ar.

Com que frequência a máscara deve ser trocada ?

No caso das máscaras padrão o ideal é que sejam trocadas todas as 24 horas ou menos em casos de contacto frequente e continuado com pessoas com sintomas de gripe.

CONSELHOS PARA SE PREVENIR DA GRIPE:

Higiene

Lave as mãos com frequência.

Protecção

Ao tossir ou espirrar, cobrir o nariz e a boca com um lenço, de preferência descartável

Contacto

Evite o contacto directo com pessoas doentes. Também não compartilhe alimentos, copos, toalhas e objectos de uso pessoal. Evitar tocar nos olhos, nariz ou boca com as mãos.

Saúde

One Response to “Dossier da gripe suína ( gripe mexicana )”

  1. Noeme says:

    Dia 11 estava com a garganta meio avermelhada e meio rouca, fui ao médico tomei o medicamente e depois de 2 dias comecei a tossir uma tosse seca sem parar dia e noite. No dia 19 a tosse já não era tão rouca liberava uma quantidade mínima de catarro e eu notei que não estava clarinho era beje voltei no médico fiz uma chapa no pulmão e foi detectada um pneumonia branda o restante pressão, temperatura tudo normal tomei dois comprimidos de azitromicina que tomei 1 a cada 24 horas melhorei 60% da tosse. No dia 23 procurei outro médico minha pressão continuava ótima e sem febre, pois não tive febre nem dor no corpo hora nenhuma e ele me receitou mais 3 comprimidos de azitromicina já acabei de tomar posso considerar a melhora da tosse em 90% mas ainda não estou curada. Será que peguei foi a gripe suína? Se foi não tive todos os sintoma. E se positivo quando é que vou ficar 100% curada ? Porque agora além da tosse branda ainda estou espirrando durante o dia e a noite meu nariz entope e sinto o meu peito cheio sendo que nunca tive bronquite nem asma. Estou respirando bem

Leave a Reply